SINOPSE

 Uma viagem pelas sonoridades contemporâneas da música nacional e internacional.

O Entre Madeiras Trio diferencia-se dos agrupamentos convencionais de música de câmara, apresentando um trabalho pioneiro nesta área. Apresentou-se ao público pela primeira vez, a 11 de Maio de 2009, na Sala do Trono do Palácio Nacional da Ajuda, contando desde então com uma vasta lista de concertos divulgando sempre a música contemporânea e a música portuguesa. Destaque para o projeto “Ligações Contemporâneas”, realizado no auditório da Casa Fernando Pessoa (concerto Antena 2) – Concertos mpmp realizados no Palácio Foz, na Casa Dr. Anastácio Gonçalves e na Biblioteca Nacional, para além de concertos realizados no Grande Auditório da ESML, na Fundação Cidade de Lisboa, no Auditório do ISEG (concerto Antena 2), na Galeria Valbom, Palácio Nacional de Mafra, Festival Internacional de Saxofone de Palmela, entre outros.

Todo o repertório apresentado é composto por originais de compositores portugueses e estrangeiros. A 28 de Novembro de 2015 lança o seu primeiro CD, produzido pelo Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

No concerto será estreada a obra Desert Dew – To Syrian refugees do compositor Chen Yian.







ENTRE MADEIRAS TRIO


MIRIAM TALLETTE CARDOSO

Nasceu a 8/10/83, em Lisboa. Iniciou os seus estudos musicais na Sociedade Musical e Desportiva de Caneças aos 11 anos. Concluiu o curso de flauta transversal na Escola de Música do Conservatório Nacional, em 2006, com a classificação de 17 valores na classe do professor João Pereira Coutinho. No mesmo ano ingressa na Escola Superior de Música de Lisboa, terminando em 2010, com 16 valores na classe do professor Olavo Barros.

É Mestre em Música, variante Interpretação pela Universidade de Évora com 17 valores. Frequentou vários cursos de aperfeiçoamento, onde se destaca o trabalho que desenvolveu com o Flautista Michel Debost, antigo flautista da Orquestra de Paris. Foi bolseira pela associação Rotary Club Lisboa Estrela da Fundação Rotária Portuguesa. Lecionou em diversas escolas.

Lecionou e assumiu a Direção Pedagógica da Academia de Música da Sociedade de Instrução Musical de Porto Salvo entre 2012 e 2014. Foi a primeira mulher a ingressar na Banda Sinfónica da GNR (2008).

FILIPE PEREIRA BRANCO

Nasceu a 10/02/82, iniciou os seus estudos musicais aos 10 anos na Banda de Música de Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Loures. Estudou no Conservatório Nacional, na Fundação Musical dos amigos das crianças e na Academia Nacional Superior de Orquestra.

É Licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa e Mestre em Ensino de Educação Musical no Ensino Básico pela Escola Superior de Educação de Lisboa. É professor de música em escolas do ensino básico. Desde 2003, é solista na Banda da Armada Portuguesa.

JOÃO ANDRADE NUNES

Natural do Sabugal, ingressou no Conservatório de Música Pedro Álvares Cabral de Belmonte, em 1999, na classe do professor Carlos Canhoto, aos 9 anos de idade. Finalizou o Curso Supletivo Complementar de Saxofone no Conservatório Escola de Musica São José da Guarda com a classificação de 19 valores.

É licenciado pela Escola Superior de Música de Lisboa na classe do professor José Massarrão. Trabalhou em regime de master-class com Mario Marzzi, Claude Delangle, Pavel Gomziakov, Christian Lauba, Richard Ducros, entre outros.

Obteve o 3.º Prémio na categoria juvenil no Concurso Internacional de Saxofones de Palmela. Tem participado em diversos projetos de divulgação de música contemporânea como Peças Frescas e Festival de Música do S. Luiz.

Atualmente, frequenta o Mestrado do Curso de Direito - Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Foi o primeiro professor de saxofone, em Portugal, a integrar o projeto Orquestra Geração. Desde 2008, é solista na Banda Da Armada Portuguesa.